SOCO – SÍNDROME OLHO - COMPUTADOR

 

De acordo com o Instituto Nacional de Saúde e Segurança Ocupacional dos Estados Unidos, síndrome da visão do computador afeta cerca de 90% das pessoas que passam três ou mais horas por dia em um computador.

 

Hoje em dia, somos cada vez mais solicitados a usar computadores e terminais de vídeo, tanto na vida profissional quanto na doméstica e nos períodos de lazer.

 

No entanto, são poucas as vezes em que nos preocupamos com os problemas visuais, entre outros, devido ao nosso comportamento visual e ergonômico não ser o mais adequado. 

 

Define-se como Síndrome Olho-Computador (SOCO) os problemas com os olhos e com a visão que são experimentados durante ou após o uso de computadores muito próximo dos olhos.

 

A SOCO é caracterizada por queixas visuais resultantes da interação do usuário de computador com o monitor, e dos fatores externos a essa relação (o ambiente de trabalho).

 

A maioria das pesquisas de saúde relacionadas a usuários de computador relata reclamações sobre a visão. Estudos indicam que entre 50% e 90% dos usuários de computador apresentam queixas relacionadas à visão, e apenas 20% possuem queixas músculo-esqueléticas tais como lesões por esforços repetidos (LER).

 

A utilização abusiva de monitores de TV ou computadores poderá causar cansaço visual, além de outros sintomas por ação direta ou indireta.

 

Sinais e sintomas por ação diretamente relacionados com o cansaço visual:

·         Dores de cabeça e olhos vermelhos após utilização do vídeo.

·         Ardor nos olhos.

·         Olhos secos.

·         Sensação de areia nos olhos.

·         Visão embaçada e dificuldade de focar as imagens ao passar o olhar do monitor para longe. 

·         Vertigens ao movimentar os olhos entre o monitor e a cópia.

·         Visão dupla, que pode ocorrer ocasionalmente ou freqüentemente, dependendo do tempo do esforço visual.

 

Conduta ideal para o usuário do computador:

  • O repouso, ou tarefas alternativas, durante o dia é uma medida simples e preventiva para a redução do "stress" visual, pois muitas tarefas no computador são repetitivas e podem tornar-se estressantes, tanto mental como fisicamente, após um período longo de trabalho contínuo. 

  • Ao se realizar qualquer atividade onde é exigida uma maior concentração que a normal, pisca-se menos, ocorrendo uma lubrificação inadequada do olho, ou seja, o olho torna-se "seco". Ocorre também uma maior abertura ou fechamento da fenda palpebral (distância entre as pálpebras superior e inferior), ocasionando uma contratura em excesso dos músculos que abrem e fecham as pálpebras e dos músculos da face, o que pode desencadear dores de cabeça.

 

Ilustração da posição ideal e correta do usuário em relação à mesa de trabalho, cadeira e computador.

 

A conduta ideal, portanto, deveria ser a de se estabelecer pausas de 5 minutos a cada hora de uso do computador, levantando-se da cadeira para alongar a coluna, as pernas, relaxar a musculatura dos braços e descansar os olhos, se possível, olhando para o horizonte, como, por exemplo, para uma paisagem.

Dr. Lisandro Caron Lambert

Membro da Academia Americana de Oftalmologia e da Sociedade Americana de Cirurgia Refrativa e Catarata

Arantes Ótica Modelo Ltda
CNPJ 43.431.931/0001-57
Av. Álvaro Ramos, 2408 - Quarta Parada - São Paulo/SP - 03330-000
(11)  3590-0091 - atendimento@oticamodelo.com.br